175 anos do Nascimento da Beata Maria Clara

 

Momentos  da Eucaristia de abertura do Ano Jubilar da celebração dos 175 anos do Nascimento da Beata Maria Clara do Menino Jesus:

Acolhimento/Motivação

Homilia da eucaristia de abertura do Jubileu dos 175 anos de nascimento da Beata Maria Clara

Palavras da Superiora Geral, Ir. Maria da Conceição Galvão Ribeiro - Indulgência Plenária

Oração Jubilar:

ORAAO JUBILAR.jpg

 

Com o lema, Vigilantes na noite sob o olhar providente de Deus, a Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição inaugura um Ano Jubilar - 2017 - 15 de junho - 2018 - que celebra o 175º aniversário do nascimento da sua Fundadora, a Bem-aventurada Maria Clara do Menino Jesus. Nascida em 1843, viveu num tempo de profundas mudanças sociais, éticas e religiosas. No ano de 1871, com o Padre Raimundo dos Anjos Beirão, fundou a Congregação das Irmãs Hospitaleiras dos Pobres pelo Amor de Deus, como foi designada na sua origem. Carências, contradições, angústias, perseguições internas e externas marcaram o seu viver quotidiano. Na última carta dirigida à Congregação, a Fundadora entreabriu o segredo da sua força interior e da sua paz no meio de tantas turbulências: Embora as mais cruéis amarguras, perseguições e desgostos, vejo um olhar providencial de Deus que vela sobre nós. O Ano Jubilar faz memória das maravilhas de Deus na vida desta mulher que vislumbra no meio da noite, qual sentinela vigilante, os sinais da aurora no olhar providente de Deus. Atenta ao mundo que a rodeava, de coração aberto e compassivo, a Beata Maria Clara realçou, numa obra imensa, o que um desejo apenas pode esboçar. Estendeu, tanto na sua pátria como além-mar, uma assistência materna de alcance alargado a quem mais necessitava de cuidados de hospitalidade. Pioneira da ação social portuguesa, movia-a a dignidade ameaçada de vidas deitadas à sorte das adversidades: vidas inseguras, frágeis, esquecidas, ignoradas. Não poupava esforços ou meios humanos que pudessem ser resposta a qualquer pedido ou necessidade. Passa a sua vida e um rasto de luz permanece. Outras vidas seguem hoje os seus passos, vidas doadas, atraídas pelo Mestre que ela soube indicar. Hoje, é preciso vislumbrarmos esse mesmo olhar providencial de Deus para além das contradições e incertezas do mundo em que vivemos. Sob esse olhar, as nossas vidas tornar-se-ão fecundas e portadoras de esperança. Vamos embelezar este jubileu com a nossa gratidão pela vida da Bem-aventurada Maria Clara do Menino Jesus, hoje reconhecida pelo povo de Deus, através de inúmeras graças concedidas a quantos, por sua intercessão, a Ele recorrem. Porque muitos ainda não têm conhecimento deste facto, repetimos a notícia e o convite já feito: Durante este Ano Jubilar, por concessão da Sé Apostólica, poderão obter a Indulgência Plenária todas as pessoas que, mediante as condições necessárias, visitarem o túmulo da Beata Maria Clara do Menino Jesus, localizado na Cripta da Sede Geral da Congregação, em Linda a Pastora, diocese de LisboaVenha como peregrino! Não deixe passar este tempo de graça!

In Boletim nº 93, A Irmã dos Pobres